Cão recém chegado em casa, como agir?

O que tem acontecido nos dias de hoje com a questão do ciúme?

Ciúme é um comportamento humano, que ele é bem desenvolvido quando um animal fica muito próximo dos donos.

E aí, você decide trazer um outro cachorro para sua casa. Você precisa saber como vai fazer para inserir esse novo cão. Se você simplesmente, tem uma cadela que mora com você há cinco, seis anos e, você fica com um filhote rou com um cachorro que chegou recente na familia o tempo todo mimando, babando… Você acha que isso vai dar certo? Provavelmente não. Vai gerar um desequilíbrio na cabeça do seu cão e, ele vai automaticamente associar que a chegada do cão foi maléfica, que a chegada do novo cão foi o maior causador de problemas da vida dele até hoje.

Por que eu estou falando sobre isso? Quando você chega com outro cão, é melhor deixar os cães cada vez mais tempo brincando só eles dois, do que você interferindo, querendo dar carinho, querendo mexer nos cães.

Porque é preciso que você deixe que eles desenvolvam uma simbiose, é preciso que eles entendam que são uma família. Então, se você ficar aqui… com seu cachorro antigo no chão e com o cachorro que você pegou no colo o tempo todo, você vai gerar o que? Problema. Por isso, um dos grandes motivos do ciúme é a questão do privilegio diferente.

O adestramento de cães é benéfico para toda família, pois o adestramento de cães não age apenas na educação canina, o adestrador consegue agir não somente na educação do cão, mas também na educação da família. O adestramento de cães tem mais benefícios do que imagina. Procure um adestrador ou entre em contato comigo, Henrique Perdigão.

9 comentários em “Cão recém chegado em casa, como agir?”

  1. Aqui, o ciúme é com minhas filhas. Se eu estou sentada em algum lugar e minha filha chega perto pra dá um boa noite por exemplo ou um beijo, ele falta pouco morder. Ele late e pula em cima de mim sem deixar que eles cheguem perto. Principalmente agora nessa quarentena.

    1. Henrique Perdigão

      Cuidado para seu cão não desenvolver a ansiedade de separação. durante a quarentena muitos donos estão dando uma rotina para o cão que depois não vai ser possivel cumprir por conta da rotina de compromissos.

  2. Entendi. E sobre recém nascido humano no caso como proceder? Meu cachorro tem 1 e 5 meses e nao é castrado. Devo castrar antes d bb nascer? E como agir quanto a chegada d bb? Obrigado

    1. Henrique Perdigão

      Precisa ter os mesmos cuidados. ir ensinando o cão a ser indepedente, é importante gastar a energia do animal para que ele não fique estressado.

  3. Tenho 3 cães, Rambo (vira lata 28 kg) de 14 anos, adotado em Janeiro depois que meu avô faleceu, Dora (vira lata 10k) de 1 ano, adotada depois de ser achada na rua com 3 meses e Jonas (York 5 kg)) de 7 anos.
    Estou lutando pra adapta-los a ficarem juntos no quintal, pois antes de serem os 3, os 2 menores ficavam dentro de casa, dormiam na cama, no sofa. Eram super possessivos comigo, ciumentos. Como o Rambo, já estava acostumado no quintal e eu queria tratar essa possessividade dos menores, resolvi deixa-los no quintal. Eles latem demais, o menor de 5kg, bate no maior de 25 kg, que por vezes fica com medo e evita passar que onde o outro esteja e late o tempo todo.
    A Dora, de 10 kg, é mt agitada, late mt, chora, qq barulho no portao principal late demais (portao fechafo, quase não se vê nada na rua, até as “frestinhas” eu já fechei).
    Uma vitória, foi conseguir que eles não entrem em casa, e qnd entram obedecem o comando de sair.
    Algumas vezes, os menores, arranham a porta pra entrar.
    Dou brinquedos, garrafas pets, ossos… mas, ainda assim latem muito, principalmente a de 1 e 4 meses.
    Quais suas dicas?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =